Sejam todos muito bem-vindos!





quarta-feira, 23 de março de 2011

Surpresa 2

O que me deixou mais triste nessa história foi a colocação do gestor dizendo que eu tinha que aceitar que eu tenho uma doença e que ela trás consequências, e se a consequência era atrasar a minha formatura eu tinha que aceitar...

Gente, principalmente as minhas amigas blogueiras na luta contra essa doença, sabem que o câncer nos trás várias conseqüências... Eu sei disso e aceito...

Mas refletindo sobre isso, penso que existem 3 situações:

1. Consequências inevitáveis, mas reversíveis: por exemplo a queda dos cabelos, é uma consequência que, infelizmente, não dá para evitar. Mas sabemos que depois do tratamento o cabelo voltará a crescer. Juntamente com isso temos todos os sintomas de náuseas, vômitos, cansaço, estresse emocional... Nossa aparência física que fica um caco... Mas tudo passa!

2. Consequências inevitáveis e irreversíveis: existem muitas, mas a pior delas para mim é a impossibilidade de amamentar. Digo isso abertamente e sem demagogia: eu ficarei muito triste por não poder amamentar novamente. Isso é algo que realmente o câncer me tirou e não há como repor!

3. Consequências evitáveis: nessa hora nós contamos com a ajuda das pessoas que têm poder sobre certar situações. Algumas pessoas se afastam do trabalho, outras continuam, mas são poupadas de determinadas coisas... Aqui entra essa situação, pois para mim, ter que atrasar minha formação seria uma conseqüência ruim e que é totalmente desnecessária, é evitável, mas conta com a boa vontade e ajuda de outras pessoas.

Aproveito para registrar aqui que todas as pessoas do meu grupo têm participado disso, pois estão sempre dispostos a me ajudar no que for preciso! Sempre deixam bem claro que farão todo possível para me ajudar! Obrigada a todos do fundo do meu coração!

Para mim, as palavras dele soaram como quem diz “Você tem câncer e terá que ser castigada por isso!”. Não há outra forma de entender uma pessoa que tem o poder de mudar uma situação e simplesmente não o faz...

O câncer já nos trás conseqüências demais! Ele já atrasa nossas vidas o suficiente, não precisa de ajuda.

Claro que nos trás muitas coisas boas... Deus é tão maravilhoso que consegue tirar o bem até do mal, mas essa é uma outra discussão...

8 comentários:

  1. Pois é aninha, somos graças a Deus uma família que conversa muito, portanto já falei isso pra você em algum momento, mas quero deixar registrado aqui as minhas impressões a respeito deste caso. É claro que eles só precisam deste relatório, mas acho que deveriam te poupar desta “maldadizinha desnecessária” e te pedir de uma forma justa e respeitosa – respeito é o mínimo – Eles precisam parar de assistir a série do Dr. House, aquele personagem imbecil cujo principal tratamento é a humilhação.
    O fato é que eu tiro desta história e de todas as outras pelo menos três ganhos inevitáveis:
    1º ganho inevitável: Esses caras fazem isso pois ao contrário de você, conhecem somente os aspectos clínicos do câncer, não sabem o que é a pressão de dormir e acordar com ele todos os dias. O grande ganho é que a partir de agora você enxergará o doente como uma pessoa e não como uma doença.
    2º ganho inevitável: É a lei da vida: Só é humilde quem já foi humilhado, só consegue ser bom quem já sofreu a maldade, o que não te mata, te torna mais forte. Prepare-se para ser uma mulher, uma mãe e principalmente uma médica diferente.
    3º ganho inevitável: É hora de separar o joio do trigo. Vejo que devido a sua ética irreparável você não costuma escrever o nome dos profissionais que te atendem, mas diante de tantos “lobos na pele de cordeiros” que temos visto, acho de suma importância citar aqui quem realmente está te ajudando, este é o ganho, reconhecer a ética e a bondade de médicos (verdadeiros) como o Dr. Ademar, Dr. Celso, Dr. Wesley, Dra. Fabiana e todos os residentes do AC. Camargo.

    Ana, eu rezo muito para esta fase passar logo, para que Deus te cure, para que você se forme e etc..., mas rezo mais ainda para que você nunca tenha que ouvir esta frase: E se fosse sua filha doutora, você agiria assim?

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana,
    Venho acompanhando a sua luta com muita admiração pela sua força e determinação. Vc é uma menina super poderosa! Dez anos atrás eu estava recebendo o diagnóstico de um carcinoma invasivo à direita. Você sairá desta uma pessoa melhor e assino embaixo de tudo o que Fernando escreveu acima. Que médica maravilhosa você será!
    Quanto ao perrengue com os professores: eu passei um com o coordenador e professor de sociologia da UFMG em 1995/6 e era apenas para entregar um "para casa" atrasado. O sociológo(?) jogou na minha cara: vc deveria ter escolhido estudar ou casar e ter filhos! E a partir de então levava meu bebê para suas aulas para afrontá-lo. Pense que é só uma pedra no caminho (pior que o câncer) e se vc está dando um pau no danado é só aguardar que terá chance de chutar o traseiro deles!kkkk. Deus lhe amparara e confortará! Força e coragem! Abraço carinhoso. Marina

    ResponderExcluir
  3. Ana, entendo sua revolta, pois tive uma amiga que teve essa doença e um dia ela contou que a "maravilhosa" mãe da nora dela viu o armário da cozinha aberto, lá havia vários doces. A mulher falou sozinha: "Pra quê tanto doce, tadinha se ela vai morrer...". Minha amiga contou rindo mas fiquei chocada, como alguém chega na sua casa e diz uma coisa dessas! No meu entender, ela quis dizer: Tomara que morra logo! Foi o que eu entendi. Mas o filho dela nem casou com a filha da bruxa que é outra bruxinha.
    Então só uma dica: se concentre em sua cura, porque um cara desses não merece respeito nem como médico, nem como homem, ou seja, quando vc se formar siga o exemplo OPOSTO dele. Bjs e vc é uma fofa.

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana!!
    Quanto tempo, que bom que escreveu.
    Sei bem o que tu está passando.
    Eu tbm estudo, e uns dos meus maiores medos foi ter de trancar a facul, ou ter diminuir o nº de cadeiras para conseguir dar dar conta. Afinal, ter ca. já é foda, mas ter ca no final da faculdade é pior ainda.
    Mas, GRAÇAS A DEUS, estou dando conta.
    Semana passada, fiz minha ultima qt, estou no 8º semestre do Direito (cheias de estágios, trabalhos e audiências para olhar), enfim, cheia de compromissos como vc.. Mas, td está dando tudo certo.
    Com força de vontade de agente vai longe.. Lógico, nosso corpo não é o mesmo de antes, vc como médica, sabe melhor que eu que temos de protegê-lo, mas com força agente consegue tudo..
    Força e fé.
    Qtas quimios faltam pra vc?
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Ana, isso tudo vai passar e com a graça de DEUS vc será uma ótima medica tenho plena certeza disso, só pena que vc mora longe, porq com certeza vc seria a medica q eu ia escolher e indicar pra todas as pessoas. Muita muita força, que como vc mesmo me disse isso tudo logo será passado....beijoss e fica com Deus....

    ResponderExcluir
  6. Olá Ana...
    Assim como você, também estou na luta contra o câncer... O meu foi no ovário...
    Tenha Fé e coragem para encarar todos os desafios que aparecerem no seu caminho...
    Confie!!! Você já é uma vencedora...
    Ficarei feliz se também seguir meu Blog:
    http://superjulianacontraocancerdeovario.blogspot.com
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oiiii...
    Recebi um selo dos Blogs que merecem ser lidos e quero atribuir a você...
    Passa no meu Blog... anexa o selo no seu e siga as instruções da minha postagem...
    Espero que goste!!!
    Fique com Deus...
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Ana, se depender da sua força e dos meus pensamentos positivos você consegurá passar por isso o mais rapido e o melhor possivel.
    A facul é f* mas tenho certeza que dará tudo certo.
    Isa

    ResponderExcluir